Tagarelices e o silêncio

Quando eu era pequena, minha mãe dizia que meus filhos demorariam a falar, porque eu não daria tempo a eles para isso. Imagina o quanto eu tagarelava…

Realmente, sempre fui tagarela, de falar pelos cotovelos. Mas não sei se foi a idade, a vida, os hormônios, os filhos. Fato é que aprendi a ficar mais em silêncio.

A praga da minha mãe, graça ao bom lord, não pegou (\o/). Na verdade, algo curiosamente contrário aconteceu. Não sou uma mãe que passa o tempo todo falando com os filhos. Sabe, aquelas que não dão sossego nem um minuto à criança? Então, não sou assim. Como boa mãe, o que sentia em relação a isso, adivinha?!, era culpa. “Poxa, que tipo de mãe eu sou que, ao dirigir – por exemplo -, não fico conversando com meus filhos?”

Daí que, ontem, enquanto levava as crianças para a escola, mergulhados todos naquele silêncio, me dei conta de que eu realmente não preciso me sentir culpada por isso. Gente, olha o que estou ensinando a eles – o poder de, às vezes, ficar em silêncio! E se isso pode parecer estranho, às vezes, acho que o que tem faltado mesmo nesse mundo tão moderno, tão movimentado, é um pouco de quietude. Um pouco de oportunidade de ficarmos conosco mesmo.

Anúncios

6 pensamentos sobre “Tagarelices e o silêncio

  1. 95% dos brasileiros falam demais e não dizem nada, por isso não ganhamos nenhum Nobel ainda. Ao invés de estudar, o brasileiro prefere vomitar palavras sobre assuntos ridículos como BBB, novelas da Globo e da Record, o que a vizinha fez ou deixou de fazer, dentre outros. Aqui no Brasil ganha quem fala mais alto e mais besteira, não quem estuda, pesquisa e que prefere o silêncio da biblioteca. Parece que um monte de sofistas passaram por aqui para ensinar a arte da retórica, mas tiveram como resultado a mediocridade. O pior é que quem prefere o silêncio é criticado por isso. Lamentável.

  2. tambem dirijo em silencio e sempre que percebo isso me sinto culpada e nunca tinha pensando por esse ponto de vista. Obrigada por compartilhar seus pensamentos e experiencias. Sempre que passo por aqui me sinto mais tranquila quanto ao relacionamento com meu filho (Lucas – 1 ano e 3 meses). Abraços.

Só é um Buteco se tiver conversa! Vem, deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s