Incoerência

Olha a incoerência.

Contratei uma babá para vir aqui em casa, uma vez por semana, ficar com meus filhos. A proposta era para que eu tivesse mais tempo para mim mesma ao menos 1 dia na semana. Ao contrário do que eu esperava, ao invés de gozar do dia livre, passei a aproveitá-lo para limpar a casa com mais afinco, já que não tenho uma ajudante de limpeza. Não é uma incoerência, já que eu faço isso (limpar) todos os dias?

A sensação que tenho é que, por mais que eu fale, por mais atitudes que eu penso tomar para manter-me sã diante desta vida de dona-de-casa, mais eu me prendo à rotina doméstica. Busca por emprego, tentativas de escritas de contos, procura por alunos, contratar babá, contratar ajudantes… cada semana arrumo uma “mudança” para que eu consiga fazer coisas para mim. Na prática, o que há é que não consigo sair deste ciclo. Continuo fazendo o de sempre. Não sei se é porque ainda me sinto muito ligada aos meus filhos pequenos, não sei se é medo de enfrentar uma rotina de trabalho novamente (que acabaria por me distanciar um pouco dos pimpolhos), não sei se é medo de enfrentar uma nova área de atuação.

O que sei é que estou em um ciclo que não consigo sair. Agora que me dei conta, será que consigo mudar a direção da roda?

Anúncios

14 pensamentos sobre “Incoerência

  1. Abandonei um promissora carreira de advogada para cuidar de meu único filho, hoje com 07 anos. Apesar de tê-lo visto crescer e de ter participado de todos os momentos importantes da vida dele, hoje eu apenas cuido da casa, da comida, das compras, do pagamento das contas, do andamento escolar do meu filho e tenho sentido um vazio muito grande. Ao mesmo tempo, falta a coragem de voltar a trabalhar fora e deixá-lo. E dia após dia, também entro no ciclo doméstico que você fala no seu post. Por que temos que nos cobrar tanto?

    • Se os machos, que se acham tanto, fizessem sua parte, ficaríamos mais livres para fazermos o que bem entendêssemos sem nos sentirmos culpadas ou presas na rotina doméstica, da qual nos sentimos peça essencial porque, JUSTAMENTE, somos essenciais, já que não há homem que tenha peito suficiente para dividir equitativamente as tarefas. Não tenho filhos, mas peço encarecidamente às mulheres que têm menininhos para que se encarreguem de incutir neles uma mentalidade caseira e não-machista desde cedo – ensinem-os a passar, lavar, cozinhar, peçam ajuda a eles na hora de cuidar do bebê (caso tenham filhos mais novos que ele), tirar a mesa, arrumar a cama, lavar cozinha, banheiro, etc., e não apenas às suas filhas.

    • Sabe que, dessa vez, eu concordo com vc?! Eu acho que uma força externa seria maravilhoso… como quando vc está nadando e precisa de ajuda para sair da água…

      • rsrsrs… deixa para lá.

        Mudando de assunto, eu quero fazer um desabafo e um apelo.

        O desabafo: NINGUÉM COMENTA MEUS POSTS!!! BUÁÁÁÁÁ. Tudo bem que a maioria deles se limita a mostrar imagens relacionadas à mitologia, tudo bem que estou sem tempo de escrever e tudo bem que o pouco que escrevi é provisório, mas mesmo assim é triste. snif. Achei que à essa altura teria uma alcateia de lobos sequazes ou de ovelhas seguidoras de minhas mensagens =(
        O apelo: gostaria, pois sempre fui muito bonzinho com vc, e porque colaborei e ajudei a construir seu blog, rs, que vc e seus seguidores escrevessem no meu blog. Qualquer coisa serve: pode até falar mal do meu blog, embora, neste caso, terá a devida resposta `-´

      • Que porcaria, havia escrito uma resposta grande, mas o wordpress não publicou. Droga. Bom, era maliciosa mesmo e fazia propaganda do meu blog. Não tinha muita importância. Por fim, até que enfim concordamos com alguma coisa, rs.

    • Micheline, tentei comentar no seu blog certa vez, mas dá erro 😦 ODEEEIO essa porcaria de identidade do wordpress que nunca funciona no blogspot, affff…vou tentar postar como anônima mesmo! Mas desde já fique sabendo que o Joaquim é lindo e que vc. está de parabéns :))) Quanto ao Adônis, melhor ficar sem os comentários dele no seu blog – não sei se você já reparou, mas são sempre de duas naturezas: 1- posts mal-educados/cricris ou 2- posts mimizentos, em que ele se faz de bonzinho ou de vítima. Ou seja, nada original nem que acrescente muita coisa *rs*

  2. Encontrei teu blog recentemente e não sei como li um post de 2 anos atrás que falava sobre organização da casa, e como vi que era antigo o post, vim para os mais recentes para ver se havia algo sobre aquele assunto…
    rrsrs
    E então vejo que tens mais uma filha, abandonou a faxineira? Consegues cozinhar todos os dias para a família? Ou ainda come na sogra? E a rotina continua?
    Tenho 20 anos, uma filha de 5 meses e 3 semanas, um marido-filho(como a maioria) de 27 anos. Bom, minha mãe sempre exigiu que pelo menos arrumássemos a casa, lavasse a louça… E se fosse pedir algo a casa tinha que estar em dia, então aprendi os afazeres desde cedo.
    Depois com 15 anos, recebi uma irmã, e como minha irmã mais velha já trabalhava e logo saiu de casa, eu ajudei e participei a gravidez e maternidade da minha mãe.
    E gostava!
    Quando casei senti uma falta enorme de um bebê em casa, então providenciei minha pequeninha
    Só que o que não consigo é criar uma rotina de fazer comida todos os dias. Que ódio, queria cada dia fazer um prato diferente, com coisas nutritivas e tal, mas aí neah, eu teria que ter os ingredientes em casa…
    E ir na fruteira todo dia? eu não gosto, tenho vergonha, não sei o que comprar, como comprar, nem sei o que vou fazer de comida. Não quero esbanjar também.
    Queria algum cardápio que fosse dizendo: \”sobrou arroz de ontem? faz um bolinho hoje…\”
    Vish

    Se souber, ou até já ter falado sobre isso no blog, me manda link? rsrs
    Beijos, adorei o blog!

    • Oi, querida!!!
      Nossa, dois anos se passaram e muita coisa mudou por aqui! Primeiro, estou em outra cidade, longe de toda a família – então isso fez com que eu tenha que cozinhar todos os dias… Também acho que isso é muito chato e me cansa. O que eu tenho feito é um cardápio (mental) semanal… assim só preciso ir ao mercado uma vez por semana. Um blog que dá muitas dicas sobre organização e rotina é o Vida Organizada – http://vidaorganizada.com/ Ela dá muitas dicas sobre todas as esferas domésticas e até profissionais.
      Um sistema que me ajudou muito foi o FlyLady. Há toda uma rotina estruturada e fácil para seguirmos diariamente e isso também colabora!!!
      Fico feliz que tenha gostado do blog e espero vê-la sempre por aqui!
      Beijão
      Sofia

      • Adorei a dica de blog! Obrigada. Vou tentar me organizar e deixar de preguiça! rsrs Ainda mais que esse mês minha filha irá começar com as papinhas, então tenho que ser Mãe neah.
        Sempre que der irei comentar, mas ler irei ler todos os posts daqui pra frente 🙂
        Beijos

  3. Meu pediatra disse uma vez para mim que para algumas mães que levam os filhos ao consultório ele faz as perguntas (alimentação, fezes, rotina) para as babás diretamente. Pois são elas que se sentam a frente do médico e recebem a receita. Fiquei indignada, não sou contra babás, muito pelo contrário, mas ser MÃE e poder pagar alguém para te ajudar ok, mas entregar a responsabilidade e a missão de criá-los, isso não!

  4. Sofia, larguei tudo para me dedicar a minha filha,tentei engravidar por 1 ano, após conseguir mergulhei fundo na vida doméstica me senti bem assim como vcs estao falando ,depois fiquei em pânico, pois não sabia como voltar ao mercado de trabalho ,me desesperava só de pensar,não sabia por onde começar, comecei a comentar com amigos que queria voltar e tentar mas não sabia como,daí surgiu uma oportunidade simples de emprego em um banco, aceitei de cara sem pensar muito,hoje estou com 34 anos faço minha 2 faculdade estou trabalhando,sou gerente acompanho minha filha, meu esposo, cuido da minha casa, comprei meu carro (só meu rsrsrsr) e estou feliz. Às vezes nos travamos pelo medo daquilo que nem vimos, começamos a projetar uma série de coisas e deixamos de aproveitar o que DEUS nos dá de bom,amigas não vamos nos permitir que nada nos pare, temos potencial e somos capazes.

Só é um Buteco se tiver conversa! Vem, deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s