Um dia para recordar sempre

Estava a pouco assistindo no canal Discovery Home & Health o programa “Um parto por minuto”.  A enfermeira relatava como é trabalhar com partos em um hospital tão grande, quando disse algo muito verdadeiro e bonito:

“A gente se esquece da maioria dos dias de nossas vidas. Entretanto, há um dia que as mulheres não se esquecem: o do nascimento de seus filhos. Elas se lembram da dor, da alegria, do nervosismo, lembram-se da primeira vez que seguraram seu filho no colo.”

É verdade. Lembro-me perfeitamente do dia do nascimento de cada um de meus filhos. As lembranças começam acho que antes daquele dia específico – começam quando senti que eles estavam para nascer.

Encontro inesquecível

Encontro inesquecível

Lembro-me do nervosismo que passei com o Cauê e de como me senti frustrada com a cesárea, lembro da tensão durante o parto, dos bigodes do anestesista e da força que minha irmã me deu, a agonia enquanto o esperava no quarto e da alegria ao vê-lo pela primeira segunda vez ao chegar para mim no quarto. Meu primeiro pensamento foi: “Este nenê tão lindo é realmente meu? Agora, eu tenho um bebê só para mim!”

 

No parto da mais nova, foi quase tudo diferente. Eu estava esperando pelo parto

Encontro inesquecível

normal, já estava com quase 42 semanas e sentia contrações desde a 37a. Não havia mais como esperar, não havia como induzir. Eu precisei me acalmar diante de toda as expectativas que criei para ter um parto normal e decidir pela cesárea de última hora. A médica, diferentemente do obstetra anterior, me explicou tranquilamente como seria e fez de tudo para que fosse, apesar de uma cirurgia, o mais humanizado possível. Deu muito certo. Meu marido assistiu ao calmo, tranquilo e feliz parto. Lembro-me de tentar amamentar a pequena ainda na sala de parto. Lembro-me de segurá-la, pouco tempo depois, já no quarto, pela primeira vez. 

Os dois momentos foram mágicos, intensos e muito inesquecíveis. As sensações passam por mim tão fortes quanto no dia. E é engraçado, porque, no momento em que a enfermeira da TV falava, pensei que não era verdade. Meu casamento, por exemplo, também foi inesquecível. Mas, aí, eu tentei me lembrar de todos os detalhes, assim como dos nascimentos, e muita coisa me fugiu à mente. Ela tem razão. Bonito foi o modo como terminou a frase, dizendo que era emocionante e gratificante demais poder participar deste momento na vida de tantas mulheres.

4 pensamentos sobre “Um dia para recordar sempre

  1. Oi, td bem concordo com você sempre me lembro de tudo o que aconteceu no parto do Daniel até o momento que segurei ele nos braços pela primeira vez pra amamentá-lo, mas acabou sendo pra esquentá-lo e eu tava tremendo por conta da anestesia. Adorei, ontem fomos ver a Galinha Pintadinha e adoramos desde meu marido até meu filho depois vou contar lá no blog e postar algumas fotos e te aviso. Bjsssssssssssssssssssss, Dani Cardão

  2. Sofia, tem coisas que só uma MULHER, que pariu, que foi mãe sabe, entende…
    o parto é uma delas. Pode ser clichê, repetitivo, mas é certo que o parto, o PODER de gerar, “fabricar” gente é inanerrável, especial por demais. Bjo para vc que é uma grande mulher poderosa!

  3. Realmente é inesquecível,também lembro de todos os detalhes e fica mais fácil lembrar,pois a cada aniversário contamos para eles tudo que aconteceu,eles adoram…
    Bjs, Soft!!!!

Só é um Buteco se tiver conversa! Vem, deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s