Às minhas amigas, com todo meu amor

Amigos

Hoje, eu não estava em um dia bom – sono, cansaço, rotina. Amiga veio em casa e me animou. Logo depois, uma amiga de longe me telefonou e passamos muito tempo conversando.

Sabe, posso não ter sorte em muitas coisas, mas quanto às amizades… tenho, sim. Minhas amigas são incríveis.

A maioria é muito diferente uma da outra. Acho que não tenho duas amigas que sejam muito parecidas.

Tem aquela que me conheceu no catecismo e não se esquece da minha botinha de plástico e minha saia de coraçõezinhos. Tem algumas que brigavam muito comigo na escola – até levei flautada. Tem aquelas que não brigavam comigo na escola e aquelas companheiras de todas as revoltas da adolescência e de todas as apresentações teatrais. Tem a professora de inglês, mais nova do que eu, mas que estava lendo O mundo de Sofia, aos 15 anos, quando nos conhecemos. Tem aquelas amigas que viram uma moleca entrar na faculdade, cheia de argumentos e achando que sabia alguma coisa. Tem aquelas que conheci depois de adulta, na casa de um amigo, no prédio em que morava, ou moro, no clube e que pareço conhecer desde sempre. Tem aquelas que eram amigas de amigas, namoradas de amigos, amigas do marido e que se tornaram minhas amigas.

As que já casaram. As que vão casar. As que não podem nem escutar essa palavra. As que têm filhos, as que querem engravidar, as que acham os filhos das amigas lindos, mas, não, obrigada. Amigas que se arrumam todos os dias, amigas que nunca se arrumam. Amigas que trabalham fora, amigas que trabalham em casa. Fizeram carreira acadêmica – tem até aquela que foi morar fora e aquela que chegou onde ninguém diria que ela iria chegar. Não fizeram carreira acadêmica, vendem até palha pegando fogo, não vendem nada, trabalham muito. Tímidas, extrovertidas, tagarelas, quietas, sorridentes, sérias, cheias de segredos, livros-abertos, felizes, tentando mudar, mudando, guerreiras – todas.

Tenho várias amigas mesmo. Todas diferentes, todas especiais.

Algumas estão muito, muito longe. Outras, longe. Algumas, bem pertinho.

Amigas, sei que não telefono muito. Sei que nunca escrevo emails e que deveria, pelo menos, deixar uma mensagem no FB ou pelo celular.

Amigas, perdoem-me. Poderia usar como desculpa o dia corrido, as crianças, a casa, a distância. Mas não posso, não é desculpa. Posso dizer que, apesar desse meu jeito desnaturado, eu lembro sempre de vocês.

Lembro quando acordo, pois sei como algumas acordam. Lembro quando penteio o cabelo, quando cuido dos filhotes, quando faço comida, quando olho fotos, quando penso na vida. Todas vocês estão, de certo modo, dentro da minha rotina. Lembro quando leio um livro, ao assistir uma série, um filme, quando escuto uma música.

Música.

Enya (!). Dance da década de 90. Nirvana. Green Day. “Wish you were here”. Legião. “Um dia perfeito”. Grande Encontro. Djavan. Cirque Du Soleil. Engenheiros. Raul, Mamonas (!), Chico Buarque. Sonic Youth (que não conheço, mas amo a amiga que ama). Milton. Adele. Trilha sonora infantil. Adriana Partimpim.

Amigas, amo muito vocês e sinto muito sua falta.

Algumas, eu sei que nunca mais vou conviver de pertinho como eu gostaria. Outras, nos veremos mais. Muitas, verei apenas em um fim-de-semana ou outro. A vida nos leva para longe. Ainda assim, continuo levando-as comigo. Continuo guardando dentro de mim todas as nossas risadas, todos os micos que vocês presenciaram em minha vida, todas as nossas conversas profundas, as nossas lágrimas, os nossos desentendimentos, as nossas histórias.

Ai, como dói de saudade. E, ai, como eu gostaria que estivéssemos mais perto.

Amigas, irmãs, obrigada por tudo, sempre. Eu seria muito pouco ou muito menos se não tivesse tido a sorte de encontrá-las.

Às minhas amigas, com todo meu amor.

(Colocarei aqui um vídeo que, sim, é um clichê. Mas é um belo clichê em uma bela voz, com uma bela mensagem.)

“Pois, seja o que vier,
venha o que vier,
Qualquer dia, amigo, eu volto a te encontrar
Qualquer dia, amigo, a gente vai se encontrar.”

Anúncios

11 pensamentos sobre “Às minhas amigas, com todo meu amor

  1. Nossa! Fiquei emocionada agora, sua linda!

    Sinto muito sua falta, amiga, mas sei que logo vamos nos reencontrar e (tentar) pôr o papo em dia. Conhecer vc tb me marcou demais e sempre vem uma lembrança. Gostaria que estivesse mais perto para acompanhar esse meu novo momento e tb para eu poder curtir os pequenuchos crescendo… e vc!
    Não poderia ter amarração melhor para esse seu texto que Milton. Lembra o show que vimos (ou melhor, só ouvimos), vc, a Ju e eu, no Dr. Linguiça? De arrepiar!
    Bjos, com carinho,
    Ana

  2. Que lindo,Soft!!!!Eu tenho amigas incríveis também, a convivência escasseou, mas o carinho não, é bom ter essas referências em nossas vidas, quero que minha filha possa sentir isso também…
    E a música?Choro!Choro!Choro!!!É linda, verdadeira e diz tudo…
    Grande bj, vc que é minha amiga virtual!!!!

  3. Lindo Sô…adorei….. acho que não preciso dizer mais né o quanto gosto de vc…minha grande amiga de todas as horas,mesmo estando longe! Talvez muito mais anos longe do que perto, mas sempre ligadas (como diz seu pai – De outras vidas =) ) de muitos anos, de criança passamos a pré adolescência ( achava tudo o máximo), depois adolescência ( nos achávamos o máximo), escola, faculdade, sair de casa, pós graduação, vc já casada com uma família linda, me deu o afilhado mais lindo do mundo, Quanta coisa em amiga, praticamente uma vida heim…. 21 anos de amizade, não é p qualquer um não heim…

    Minha amiga irmã comadre… Sinto muitas saudades…… fica bem … beijossss Dani =D

  4. Querida Sô, você é uma amiga especial pra mim!!! Adorei seu texto, fiquei emocionada, sinto o mesmo sobre você e tantas outras amigas, que na verdade são como irmãs que pudemos escolher, não é mesmo? Você como sempre expressa com tanta sensibilidade estas emoções que são tão universais. Conte sempre comigo!! Tô com saudades da minha companheira de patchwork!!
    Bjos!
    Mari

  5. Nossa Sô! Que lindo texto! Me reconheci em muitas palavras… Lembro bem quando te conheci e depois nos reencontramos na faculdade e depois nos reencontramos na vida… Coincidências que fizeram com que nos aproximássemos, gostos em comum, um grande afeto e admiração recíprocos apesar de tantas diferenças. Quanta felicidade senti quando connheci seu lindo filho e vi a família maravilhosa que vc estava formando. Depois veio o casório emocionante e chegou a Nina! Aí a vida levou vcs pra longe, mas espero poder voltar a te encontrar vez por outra, nem que fosse nas festinhas rsrs.
    Querida, te adoro mto e aprendi mto com vc!
    Continue com seus textos e sua sinceridade.
    Um beijo enorme!!!!!!!!
    Ana Cristina

  6. Oi So!
    Eu lia e pensava, pensava e lia: Será que sou tudo isso ou será que a So é quem consegue ver tudo isso.
    Sorry amiga, vc continua dramática e eu leonina, mesmo depois dos 30.
    Bjks saudosas!

  7. Sof, Sof, Sof…
    Que mulher incrível é você! Amizade, minha amiga, é amor. Amor incodicional, amor escolhido, amor abençoado, amor esperado…todos os anos, meses, dias, horas, minutos e segundos. Amizade não passa, não morre, não some, não engana,não precisa de elogios o tempo todo, amizade apenas existe. Existe no coração daqueles que se abrem para esse amor.
    Você foi muito esperada na minha vida. Há muitos, muitos anos não abro espaço para esse sentimento. E você veio me mostrar o quão cega e na escuridão eu estava…obrigada pela sua luz.
    Sobre o texto, o q dizer? Lindo, honesto, sincero e autêntico, como vc.
    Você é , definitivamente, uma das melhores partes do meu dia.
    Com amor,
    Si

  8. Suas mãos são iluminadas, assim como seus pensamentos.
    Você escreve lindamente e emociona sempre uma grande amiga que te conheceu em um clube, um dia comum mas uma amizade especial e rara!

Só é um Buteco se tiver conversa! Vem, deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s